• Logo Paróquia Divino Espírito Santo
    • Paróquia
    • DIVINO ESPÍRITO SANTO

Responsabilidade e Maturidade


  A Moral cristã não é legalismo opressor, nem um mero código de normas insana que conduzem o ser humano, como se fosse uma marionete ou um fantoche. Mas, constitui um conjunto harmonioso de princípios orientativos em vista de nosso crescimento e de nosso aperfeiçoamento, no segmento a Jesus. Como Ele, a Moral cristã leva muito em conta as disposições e intenções internas da pessoa, num aqui e agora. Seguindo este enfoque, dizemos que a Moral cristã é uma moral da responsabilidade, pois exige que cada um dê seus passos, no segmento a Jesus Cristo, tornando-se responsável de seus atos e de suas atitudes, iluminados pela Palavra libertadora.

  Responsabilidade é o ato de quem está num processo continuado de busca de maturidade, de busca seu autoconhecimento e de conhecimento do mundo, com seus altos e baixos; que sabe do significado e da importância das estruturas; que tem critérios para avaliar as informações, sobretudo aquelas passadas pelas mídias, sem deixar-se corromper e nem manipular. O caminho da maturidade é percorrido pela tomada de consciência de nossas competências e compromissos pessoais e sociais, de nossos limites e dos limites das estruturas, dos sucessos e insucessos...

  Colocados num mundo em contínua e rápida transformação, necessitamos de maior atenção sobre o que devemos fazer e o como devemos fazer. Sem cair num ativismo tresloucado, “sem cérebro e nem coração”, faz-se necessário buscar o sentido profundo do nosso agir, para não sermos vítimas de ditaduras ou de conformismos.

  A maturidade é uma meta a ser atingida. A vida é a grande escola onde aprendemos ser maduros, isto é, responsáveis do nosso destino. O cristão maduro busca essa meta pelo simples fato de a maturidade responsável lhe trazer o projeto do Reino de Jesus bem visível a si e aos que o rodeiam. Construir a maturidade responsável é abandonar-se confiante em Deus e na potência de seu amor transformador. Nesse abandono experimentaremos a realização total de nosso ser, corpo, alma, mente. E não nos fecharemos sobre nosso egoísmo, mas abrir-nos-emos às necessidades do próximo e do momento que vivemos.

Pe. Júlio Antônio da Silva


Desenvolvido por Cúria Online do Brasil Logo Cúria Online do Brasil